PT | EN
PT | EN

A MAIORIDADE DE MOZART E SCHUBERT | Altura [Arquivo]
Programação Regular

Obras de C. W. GLUCK, W.A. MOZART e F. SCHUBERT

 

Notas ao Programa

Christoph Willibald Ritter von Gluck nasceu em Erasbach (Alemanha), a 2 de julho de 1714. Originário de uma família humilde da Boémia (atual República Checa), mas destinado a uma vida de estudos, adquiriu sólida formação humanística. O legado de Gluck é de enorme importância histórica. Com ele nasce um novo conceito de ópera, em que a música e a interpretação procura corresponder à verdade de um texto dramático. A primeira ópera de Gluck foi “Orfeo e Euridice”, cuja Abertura apresentamos, onde embora sejam  evidentes alguns traços da conceção tradicional da sua época, sobretudo nas árias, apresenta também inovações, como a substituição do recitativo secco pelo recitativo accompagnato, e já nesta obra se observa a forte adesão da música à ação dramática, numa relação estreita e direta que o compositor tanto valorizava.

 

Seguimos com uma das mais conhecidas obras da juventude de W.A. Mozart, composta em Salzburgo em 1774, quando este tinha apenas 18 anos: a Sinfonia nº29 em lá maior, K. 201. No manuscrito original constata-se a sua escrita limpa, segura e sem quaisquer hesitações ou rasuras, facto este que parece comprovar o mito de que o compositor elaborava primeiro as suas obras mentalmente antes as passar para o papel. Esta obra evidencia a grande coesão musical e maturidade artística do compositor, com a energia esfuziante e bem-disposta da música que o caracteriza.

 

Por último, escutaremos a sinfonia nº2 de F. Schubert. A primeira referência a uma apresentação pública desta sinfonia é datada de 1877 em Londres, quase 30 anos após a morte de Schubert. No entanto, há quem acredite que esta possa ter sido apresentada ainda em vida, em Viena, na escola onde Schubert havia estudado entre 1811 e 1813. A ausência desta obra dos famosos concertos apresentados ao público pode justificar-se pela tenra idade do compositor, que nesta altura tinha apenas 17 anos e estava em início de carreira. A influência de Beethoven é muitas vezes apontada em relação à sinfonia nº2, não só em relação à forma e estilo, como pelas semelhanças diretas entre o allegro vivace do 1º andamento e a Abertura de “As criaturas de Prometeu” de Beethoven.

 

Programa

 

C. W. GLUCK (1714 – 1787)

Abertura de “Orfeu e Eurídice”, Wq. 30

 

 

W.A. MOZART (1756 – 1791)

Sinfonia nº29 em lá maior, K. 201 (186a)

I. Allegro moderato

II. Andante em ré menor

III. Menuetto: Allegretto – Trio

IV. Allegro con spirit

 

 

F. SCHUBERT (1797 – 1828)

Sinfonia nº2 em Si bemol maior, D. 125

I. Largo — Allegro vivace

II. Andante

III. Menuetto. Allegro vivace - Trio

IV. Presto

 

 

Orquestra Clássica do Sul

Rui Pinheiro, Maestro Titular

Município de Castro Marim, Organização

 

19/11

ALTURA

Igreja Matriz de Altura

21h00

Entrada livre sujeita à lotação da sala

+ Info: OCS T. 289 860 890

voltar

SERENATA GERMÂNICA | Faro

02/12
Faro
Teatro Lethes
19h00

saber mais

CONCERTO CELESTIAL | Faro

04/12
Faro
Igreja do Carmo
19h00

saber mais

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos